terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Testemunho de Stan Winchester

Missão: Tualatin; Estaca: Oregon
Oregon, EUA
Stan Winchester (18-02-1998)
Em 1960, enquanto eu crescia em Southern California assisti com minhas irmãs a uma maravilhosa igreja Batista do Sul ao fundo da rua de nossa casa. Foi lá que eu descobri principalmente o nosso Pai Celestial e o Senhor Jesus Cristo. Eu gostava de ouvir as histórias de Jesus e as histórias do Velho Testamento. Eu adorava ir à Escola Dominical, e às reuniões de adultos aos domingos. Eu também participava do grupo de jovens durante a semana. Adorei a comunhão com o bom povo desta igreja, mas mais que isto foram os sentimentos que aprendi  a sentir sobre Jesus e Sua vida. Lembro-me de algumas coisas que me ensinaram que me causaram grande confusão em minha mente. Um dos ensinamentos que me fez mais confusão foi a doutrina da Trindade, a qual nos foi explicada como as três partes de Deus (Pai, Filho e Espírito Santo) era como um ovo: a casca, o branco e a gema. Eram três partes distintas da mesma coisa. Foi muito confuso para mim. Lembro-me das chamadas semanais ao altar onde os membros da congregação iriam a pedido do pastor a dizer uma oração para convidar Jesus a entrar em seu coração. Não me lembro quantas vezes eu fui até durante as reuniões semanais da juventude. Eu queria ser salvo, mas nunca senti que o estava. Eu só queria sentir como eu fui salvo do inferno terrível de que falava o pastor. Foi irónico que a coisa que era suposto trazer-me o máximo de conforto foi a mais confusa e desconfortável para a minha alma. Saímos do Sul da Califórnia em 1969 e mudámo-nos para Aloha, Oregon. No outono de 1973, nossa família viajou para visitar meu tio Leo em Shelton Washington. Leo era o filho mais velho da família de minha mãe. Enquanto em casa do Leo, ele me convidou para ir a uma unidade com ele. Visitámos a casa de um homem idoso que estava recebendo a colocação de um novo telhado. Havia cerca de oito a dez homens lá trabalhando e eu descobri que eles eram todos membros da igreja do Leo. Fiquei profundamente tocado que esses homens fossem voluntários para ajudar o outro em necessidade. O dia seguinte era domingo e o Leo convidou-me para ir à reunião do sacerdócio com ele. Eu disse-lhe que eu não poderia porque eu não estava vestido adequadamente vestindo jeans e uma T-shirt. Ele disse-me para vir de qualquer maneira, que seria ok. Logo que entrei no prédio e conheci os membros eu sabia que estava em casa, embora eu não soubesse nada sobre esta Igreja ou suas doutrinas. Havia lá uma sensação incrível e maravilhosa. Eu estava tão animado!
Minha irmã Sandy e eu implorámos aos meus pais pelos missionários e em 26 de Janeiro de 1974 todos nós fomos batizados! Eu nunca esquecerei os sentimentos que eu tinha em mim ao vir para fora da água. Depois do meu batismo, e ao receber o Dom do Espírito Santo, senti-me leve como uma pluma, tão limpo como a neve nova, e meu coração estava tão cheio de amor que eu pensei que poderia estourar. O sentimento de salvação que nasceu no meu coração encheu minha alma. Ao longo dos anos, desde o meu batismo muitas coisas têm acontecido na minha vida. Eu continuei a experimentar a graça de nosso Pai Celestial através do Seu Filho Unigênito Jesus Cristo. Eu ainda sou um pecador e constantemente aquém da perfeição, embora eu saiba que meus pecados são lavados por causa da Expiação do Senhor Jesus Cristo. Para eu continuar a escolher segui-lo e buscar o Seu perdão. A maior coisa que eu aprendi desde a adesão à Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é a respeito da Expiação de Jesus Cristo. Tenho aprendido por meio da oração e da leitura do grande amor que nosso Pai Celestial e Jesus Cristo têm por nós. Eu tenho particularmente beneficiado da leitura do Livro de Mórmon, que ensina de Cristo do modo que foi perdido de outras fontes. Pelo menos que eu tenha lido, na Bíblia Sagrada não explica, "porque é que a Expiação de Jesus Cristo tem de ser de uma maneira tão terrível, cruel e desumana?" Ou, "por que nosso Pai Celestial quis que Seu Filho Unigênito sangrasse de todos os poros no Jardim do Getsêmani, fosse cuspido, humilhado no julgamento ilegal, torturado, escarnecido, ridicularizado e, finalmente, morresse de forma cruel?" Ou "porque não poderia a expiação de nosso Senhor ter acontecido de alguma outra forma?" Aprendi que nosso Pai Celestial pode responder a todas estas perguntas, além de muitas mais para TODOS aqueles que buscam conhecer a verdade, pois "a verdade vos libertará!" Em Tiago 1:5-6 diz: "Se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que dá a todos [os homens] liberalmente e não censura, e ela lhe será dada. Mas peça-a, porém, com fé, em nada duvidando... "(Tiago 1:6). Testifico que a verdade pode ser encontrada, e em sua plenitude está no Livro de Mórmon. Há uma grande promessa no livro sagrado, onde se pode descobrir por si próprio se o livro é verdadeiro. "Eis que desejo exortar-vos, quando lerdes estas coisas, caso Deus julgue prudente que as leiais, a vos lembrardes de quão misericordioso tem sido o Senhor para com os filhos dos homens, desde a criação de Adão até à hora em que receberdes estas coisas, e a meditardes sobre isto em vosso coração. "E quando receberdes estas coisas, eu vos exorto a perguntardes a Deus, o Pai Eterno, em nome de Cristo, se estas coisas não são verdadeiras; e se perguntardes com um coração sincero e com real intenção, tendo fé em Cristo, ele vos manifestará a verdade delas pelo poder do Espírito Santo. "E pelo poder do Espírito Santo podeis saber a verdade de todas as coisas.". (Morôni 10:3-5).Em nome Jesus Cristo.Ámen.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Queira deixar seu Comentário.